Casa do Imaginário

Imaginario House

Data: Junho de 2012

Pro­gra­ma:
Defi­ni­ção de uma área de jar­dim, hor­ta e envol­ven­te ao sobrei­ro exis­ten­te.

Con­cei­to:
Pro­lon­gar a vivên­cia da casa para o exte­ri­or, com a inte­gra­ção das áre­as defi­ni­das no pro­gra­ma. Des­ta for­ma foi pro­pos­to um jar­dim, que ficou situ­a­da a Sudo­es­te, a cri­a­ção de uma hor­ta que apro­vei­tas­se o des­ní­vel do ter­re­no e que se desen­vol­ves­se em três pata­ma­res; a cri­a­ção de uma zona pavi­men­ta­da exte­ri­or, na pro­xi­mi­da­de da casa e que per­mi­tis­se a sua uti­li­za­ção como zona de estar, e um mira­dou­ro envol­ven­te ao sobrei­ro.

Todos os espa­ços foram ori­en­ta­dos a Sul, pro­cu­ra­do des­ta for­ma garan­tir uma mai­or expo­si­ção solar e mai­or pro­tec­ção con­tra os ven­tos, assim como man­ter uma rela­ção visu­al com a pai­sa­gem rural envol­ven­te.

Local: Cal­das da Rai­nha

Date: June of 2012

Pro­gram:
Defi­ni­ti­on of a gar­den, a kit­chen gar­den and a sit­ting area near the exis­ting oak tree.

Con­cept:
Pro­mo­te the exten­si­on of the hou­se expe­ri­en­ce to the exte­ri­or, with the inte­gra­ti­on of the are­as defi­ned in the pro­gram. The­re­fo­re it was pro­po­sed a gar­den on the Southwest; a fruit and vege­ta­ble gar­den that took advan­ta­ge of the slo­ping ground and that would unfold in three steps; a paved area next to the hou­se, to allow its use as a sit­ting area, and a gaze­bo near the oak tree.

All spa­ces were ori­en­ted South, thus sought to ensu­re a gre­a­ter sun expo­su­re and a gre­a­ter pro­tec­ti­on against strong winds, as well as main­tain a visu­al rela­ti­onship with the sur­roun­ding coun­try­si­de.

Loca­ti­on: Cal­das da Rai­nha


© Copyright 2018 – Nádia Schilling • Todos os direitos reservados. / All Rights Reserved.

Powered by: WP & DreamhostTheme by: ✁♥